Lampejos de Beleza e a Vívida e Real Beleza

 

“É sempre o mesmo refrão
O mesmo tema, é tudo o que sei
Canto a beleza do rei”
(Stênio Március, “A Beleza do Rei”)

 

A Bíblia nos diz que os céus proclamam a glória de Deus e que os atributos invisíveis de Deus são reconhecidos através da criação (Sl 19:1; Rm 1:20), então, podemos, através da criação, reconhecer que há um Deus que é santo, justo, gracioso e belo que criou todas estas coisas que admiramos, e ainda, que Ele deve ser infinitamente mais belo e precioso que estas coisas. Admirar a beleza da criação de maneira correta é, então, tal como ver lampejos da beleza de seu Autor. É isto que me fascina na natureza.

Para ler mais, clique aqui.